SOS NOIVOS

QUANDO O TERNO SEM GRAVATA É UMA BOA OPÇÃO

Constance ZahnArtigo na origem: http://www.constancezahn.com/sos-noivos-quando-o-terno-sem-gravata-e-uma-boa-opcao/
Data da publicação: 05/04/2017
Veículo: Site Constance Zahn

Já demos dicas de cores e larguras de gravatas aqui no site, porém, ainda faltava falar da ausência dela no dia do casamento. Não há dúvidas de que o terno sem gravata deixa o traje do noivo mais informal (o que não significa deselegante!) e, em muitos casos, essa informalidade é mais do que bem vinda para combinar com o local e estilo da celebração.

Por isso, separamos alguns bons exemplos de como o terno sem gravata pode figurar no altar:

Um casamento pé na areia pede descontração! Um bom exemplo é o ator Paulo Vilhena, que abriu mão não só da gravata, mas também dos sapatos e do cinto para dizer “sim” à atriz Thaila Ayala em Fernando de Noronha (sim, sim, sabemos que eles não estão mais juntos, mas continua sendo um ótimo exemplo…). O fato de estar sem esses acessórios foi fundamental para deixar o visual leve e despojado.( Fotos: Revista Caras )

O exemplo anterior  é um caso mais extremo do despojamento, mas aqui no site já postamos alguns casamentos um pouco menos informais, nos quais os noivos também abriram mão da gravata. Um deles é Filipe Lima, que se casou com Bruna Slaviero em Trancoso, na Bahia. Vale notar que, além do noivo, os padrinhos também estavam sem a peça, o que deixou todos no altar em harmonia. (Lembrando da regrinha básica: o traje dos padrinhos nunca deve ser mais formal que o do noivo)

( Fotos: Bruno Stuckert )

Outro bom exemplo é o casamento de Raquel Mattar e Clemente Jr., que aconteceu em Turks & Caicos! Com um terno de linho areia, o noivo estava em sintonia perfeita com o cenário do destination wedding. 

( Fotos: Vanessa Gori )

Saindo do clima de praia e indo para o campo/jardim, onde o terno sem gravata também vai bem, destacamos o casamento da decoradora Renata Paraiso, no qual o clima aconchegante de casa, de receber os amigos, combinou com o terno de linho, camisa branca e dockside do noivo Diego.

( Fotos: Aninha Monteiro )

O segundo foi a cerimônia de Eduardo Kaplan e Lorena Simões. Para o casamento na casa dos avós do noivo, ele abriu mão da gravata, o que fez sentido com o clima super intimista da comemoração.

( Fotos: LoveShake )

E para um casamento na cidade, nossa inspiração veio do casamento religioso e civil de Tatiana Pilão e Pedro Henrique. Para a ocasião na qual os convidados estavam de esporte fino, o noivo deixou a gravata em casa e ainda trocou o terno por uma combinação de calça e blazer.

( Fotos: Anna Quast e Ricky Arruda )

2017-09-21T19:54:55+00:00